DEFESA DOS ANIMAIS

DEFESA DOS ANIMAIS
As melhores reportagens sobre defesa dos animais

FELINOS

FELINOS
Conheça as melhores histórias sobre os felinos

ENTREVISTAS

ENTREVISTAS
Conheça o trabalho de pessoas que amam os animais

CÃES

CÃES
Incríveis histórias com os cães

OS LEITORES E SEUS ANIMAIS

12/09/2009

Continuando com o quadro Os leitores e seus animais, hoje apresentamos Aldebaran, um cãozinho muito especial de nossa leitora Márcia Martinho, do Guarujá. O bonito da história do Aldebaran é que foi encontrado na rua e graças ao amor e atenção da Márcia, hoje o cãozinho leva uma vida feliz e também dá muita felicidade aos seus donos. Um belo exemplo para que as pessoas adotem esses pobres animais abandonados. Um animalzinho desses pode trazer muita alegria para quem deles tenha compaixão. A seguir o texto enviado pela Márcia onde ela conta como encontrou o Aldebaran.

Este fofo da foto é o Aldebaran. Em um final de tarde de outubro de 2003 esta criatura maravilhosa cruzou o meu caminho. Atravessou a rua, diante do meu carro, equilibrando-se em 3 patas, já que a dianteira esquerda tinha uma ferida aberta que ia do cotovelo ao punho, totalmente infeccionada. Ele estava tão magro que se via todos os seus ossos, tinha tantas pulgas que elas caminhavam sobre o seu rosto procurando um lugar para picar. Seu pelo estava tão sujo e encardido que pensamos que ele fosse cinza.


Quando eu me aproximei dele, ele me olhou dentro dos olhos, e eu li um pedido de socorro naquele olhar.


Não tive dúvidas, coloquei-o no meu carro e fomos rumo ao hospital veterinário. Lá ele recebeu um primeiro atendimento, onde teve seu ferimento lavado, os pelos raspados e um curativo foi feito. Marcamos uns raios-X para o dia seguinte. E assim começou uma batalha para livrá-lo de uma osteomielite que se instalara no osso de seu braço por conta do ferimento sem cuidados.

Depois de quase dois anos cuidando deste braço, a veterinária que o atendia queria amputar-lhe o braço. Entrei em pânico, ele é grande, sem este apoio sua coluna poderia sofrer mais tarde. Procurei outro médico, desta vez um cirurgião ortopédico, e este sugeriu uma cirurgia, não antes de me advertir de todo o trabalho que eu teria no pós operatório que duraria 90 dias!

Não tive dúvidas! Faça, eu disse. E valeu a pena. Hoje ele está perfeito, saudável e é meu grande amigo e companheiro, um verdadeiro "amicão".
Ah! E quanto a seu nome, Aldebaran é a maior estrela da constelação de Touro. Ele merece um nome de estrela! Márcia Martinho – Guarujá –SP.

Participe você também dessa seção enviando fotos de seus animais contando suas histórias.

2 comentários:

Dani disse...

Muito linda essa história...
Muitas outras pessoas poderiam ver esse olhar de tantos cães nas ruas, mas um , ainda tenho esperança , que o ser humano ainda pode mudar..

17 de setembro de 2009 11:12
Fada Carmim disse...

Quero comunicar, com grande dor no meu coração, o falecimento deste meu amigo querido. Foi dia 12/12/2009, de insuficiencia renal, depois de uma ardua batalha. Estou inconsolável.
Grata.
Marcia Martinho, mãe do Aldebaran

31 de dezembro de 2009 01:32

Faça parte do Jornal Defesa dos Animais

Ajude-nos a melhorar ainda mais preenchendo este formulário

Entrevistas

Os animais são inocentes

Frases do dia

Ocioso

Conheça nossa página de vídeos

Resumo da Declaração Universal dos Direitos dos Animais

A Declaração Universal dos Direitos dos Animais da ONU

01 - Todos os animais têm o mesmo direito à vida.

02 - Todos os animais têm direito ao respeito e à proteção do homem.

03 - Nenhum animal deve ser maltratado.

04 - Todos os animais selvagens têm o direito de viver livres no seu habitat.

05 - O animal que o homem escolher para companheiro não deve ser nunca ser abandonado.

06 - Nenhum animal deve ser usado em experiências que lhe causem dor.

07 - Todo ato que põe em risco a vida de um animal é um crime contra a vida.

08 - A poluição e a destruição do meio ambiente são considerados crimes contra o animais.

09 - Os diretos dos animais devem ser defendidos por lei.

10 - O homem deve ser educado desde a infância para observar, respeitar e compreender