DEFESA DOS ANIMAIS

DEFESA DOS ANIMAIS
As melhores reportagens sobre defesa dos animais

FELINOS

FELINOS
Conheça as melhores histórias sobre os felinos

ENTREVISTAS

ENTREVISTAS
Conheça o trabalho de pessoas que amam os animais

CÃES

CÃES
Incríveis histórias com os cães

UM ADEUS A KNUT, O URSO QUE SOUBE ENCANTAR O MUNDO

21/03/2011

Um sentimento de tristeza e de dor percorreu o mundo no sábado passado entre as pessoas que amam os animais. A morte de Knut, o urso que encantou o mundo. Trás a lembrança dessa bela criatura, pura e simples, que em sua curta vida só soube encantar e conquistar, não só por sua beleza natural, mas por seus gestos, carisma e personalidade.

Uma criatura de Deus, um recado para os homens, de que a beleza existe na natureza e está presente nas criaturas mais simples. Enquanto durante esses poucos anos de sua existência os homens só fizeram a guerra, a destruição e tantos outros males, Knut só trouxe a paz encantando milhões de pessoas, principalmente crianças.

A fama do urso Knut iniciou-se mesmo no dia em que nasceu; 5 de dezembro de 2006, e de lá para cá não mais parou. Seu nascimento por si só já era uma novidade havia 30 anos que não nasciam ursos no zoológico de Berlim. Knut foi rejeitado por sua mãe, Tosca, de 21 anos. Em seguida seu irmão gêmeo morreu. Com isso, daí para frente passou a ser tratado por Thomas Dorflein, funcionário do zoológico que o amamentava até 12 vezes por dia.

Sua fama internacional começou mesmo quando “ativistas ecológicos” pediram que ele fosse sacrificado e não criado por humanos que, segundo eles, estariam mimando o urso. Sua aparição em público deu-se em 23 de março de 2007 quando foi apresentado a mais de 500 fotógrafos e equipes de televisão. Assim foi capa da revista Vanity Fair alemã e americana de 2007.

De lá para cá sua fama correu o mundo e deu para o zoológico de Berlim um lucro de 5 milhões de euros. (R$ 12,7 milhões). Foi responsável por manter o zoológico sempre lotado de visitantes, inclusive turistas. Além disso, virou selo postal e moeda na Alemanha e foi oferecido US$ 10 mil para os direitos de um filme contando sua história.

Passou a ser uma espécie de símbolo da sobrevivência, da paz ou mesmo da bondade. É querido e admirado por milhares de crianças não só da Alemanha como de muitos outros países.

Nossa homenagem e tristeza, mas com a certeza de que o lugar de Knut não era mesmo aqui, entre guerras, crueldade e a indiferença humana para com os animais. O lugar de Knut é junto de seu criador e longe, muito longe de toda a maldade humana. Leonardo Bezerra


2 comentários:

Sandra Marcondes disse...

Sou Sandra Marcondes.Parabéns pelo blog. Convido-os a assisitirem o programa Guardiões do Planeta, que apresento. Eis um deles sobre a defesa dos animais carnívoros:
http://mais.uol.com.br/view/7e46dn5p1dnw/guardies-do-planeta-04021C346CC48993A6?types=A&

26 de março de 2011 19:26
Roberta Granada disse...

Oi amiga adoro teu blog sempre tem coisas lindas por aqui,beijokas...
http://agulhaetricot.blogspot.com
http://agulhaetricot.com
http://titacarre.elo7.com.br

27 de março de 2011 21:23

Faça parte do Jornal Defesa dos Animais

Ajude-nos a melhorar ainda mais preenchendo este formulário

Entrevistas

Os animais são inocentes

Frases do dia

Ocioso

Conheça nossa página de vídeos

Resumo da Declaração Universal dos Direitos dos Animais

A Declaração Universal dos Direitos dos Animais da ONU

01 - Todos os animais têm o mesmo direito à vida.

02 - Todos os animais têm direito ao respeito e à proteção do homem.

03 - Nenhum animal deve ser maltratado.

04 - Todos os animais selvagens têm o direito de viver livres no seu habitat.

05 - O animal que o homem escolher para companheiro não deve ser nunca ser abandonado.

06 - Nenhum animal deve ser usado em experiências que lhe causem dor.

07 - Todo ato que põe em risco a vida de um animal é um crime contra a vida.

08 - A poluição e a destruição do meio ambiente são considerados crimes contra o animais.

09 - Os diretos dos animais devem ser defendidos por lei.

10 - O homem deve ser educado desde a infância para observar, respeitar e compreender