DEFESA DOS ANIMAIS

DEFESA DOS ANIMAIS
As melhores reportagens sobre defesa dos animais

FELINOS

FELINOS
Conheça as melhores histórias sobre os felinos

ENTREVISTAS

ENTREVISTAS
Conheça o trabalho de pessoas que amam os animais

CÃES

CÃES
Incríveis histórias com os cães

CONHEÇA A MATILHA CULTURAL, O ÚNICO CENTRO DE LAZER E CULTURA ONDE OS ANIMAIS SÃO BEM VINDOS

07/08/2011

Leonardo Bezerra – Da redação

A Matilha Cultural é um centro cultural totalmente inovador nunca antes visto no Brasil. Um local onde as pessoas podem se divertir, se instruir, fazer amizades e tudo que alguém que ama os animais possa sonhar reunido em um só lugar. Cinema, exposições, música, debates, eventos, cursos. E o melhor de tudo, os animais podem entrar e lá mesmo no local sempre há animais simpáticos e bem carinhosos com os visitantes como se conhecessem de perto o espírito da Matilha Cultural.

Idealizada pelo cineasta Ricardo Costa, a Matilha Cultural vem preencher o sonho de muitos paulistanos que amam os animais, um lugar belo, aconchegante e ao mesmo tempo onde os animais são bem vindos. A filosofia adotada é toda voltada para esse público, que também é alegre e culto e que sentem a falta de poder andar a vontade com seus animais.


Tudo na Matilha Cultural é voltado para a defesa dos animais, como o vegetarianismo, veganismo, uso de materiais biodegradáveis, e todos os conceitos e idéias voltadas à causa animal. É ao mesmo tempo um verdadeiro ponto turístico, bem no centro de São Paulo, mesmo ao lado do metro República o que torna ainda mais fácil para os freqüentadores. O site da Matilha Cultural dá os seguintes detalhes:


"A Matilha Cultural é um centro cultural independente e sem fins lucrativos localizado na região central de São Paulo. Fruto do ideal de um coletivo formado por profissionais de diferentes áreas, o espaço Matilha é preparado para apoiar e divulgar produções culturais e iniciativas sócio-ambientais do Brasil e do mundo. 

Como filosofia, a Matilha provoca debates políticos com foco em questões ambientais e de direitos humanos e  apóia movimentos artísticos independentes. Mais do que um centro cultural, é também um centro de convergência de idéias e ações em prol do bem comum. Com informação, ativismo e cultura, a Matilha contribui para a construção de uma sociedade mais consciente e mais LIVRE.



A programação pública da Matilha Cultural é gratuita ou a preços populares e traz conteúdo de vanguarda, com senso político, sempre acompanhada de debates, palestras e oficinas que consolidam a democratização do conhecimento.

Para garantir sua sustentabilidade financeira, a Matilha busca patrocínios institucionais e por projetos,  participa de editais e loca suas instalações para eventos privados. Realizar um evento na Matilha Cultural é contribuir diretamente para a sobrevivência desse espaço de cultura no centro de São Paulo.


Além do engajamento em causas, a Matilha Cultural se preocupou, desde o início, em minimizar os impactos ambientais e sociais decorrentes de sua construção e operação. Assim, apenas madeira de reaproveitamento ou certificada foi usada nos ambientes e móveis do espaço. O cardápio dos eventos e do café é vegetariano e dá-se prioridade a produtos orgânicos e de cooperativas. Não é permitido o uso de copos e embalagens descartáveis para reduzir a quantidade de lixo. Os resíduos orgânicos são compostados no jardim. Utiliza-se papel reciclado nos impressos. Todos estes critérios são repassados a fornecedores, parceiros e clientes para garantir a integridade do compromisso ambiental da Matilha.


Julho foi o mês especial pra cachorro

A Matilha Cultural abrigou, entre os dias 1º de julho e 7 de agosto, uma série de exposições e atividades voltadas para o melhor amigo do homem, a mostra “práCachorro 2011”. A mostra é um programa completo para que donos e animais aproveitem um passeio diferente com atrações que ocuparão todo o espaço da Matilha. A abertura da mostra foi dia 1º de julho a partir das 18h , com coquetel canino ao som da boa música dos Djs MZK e Nuts, no happy hour Mondo Cane especial.


O destaque da mostra é uma casa de brinquedo gigante que está sendo instalada na arena da Matilha. Decorada e equipada com brincadeiras sensoriais e interativas, foi projetada como um ambiente de convivência entre adultos, crianças e cachorros. A cada semana, a casinha ganhará novas atrações. Um stand com informações sobre adoção em parceria com a Ong Natureza em Forma também compõe a instalação. Para completar, nomes importantes da cena da street art brasileira como Binho, Chivitz, Minhau, Shambs e Truff, pintaram telas exclusivas para o práCachorro que estarão expostas na arena.


Nas paredes da galeria, Tatiana Saccomanno expõe 13 imagens de cachorros de rua captadas entre 2010 e 201. A cenografia da exposição é assinada pela arquiteta Karina Saccomano.

A adoção de cães é a causa que move o práCachorro e acontecerá como atividade permanente durante todo o projeto. Ao menos dois cães para adoção viverão no espaço para recepcionar os visitantes e as já tradicionais feiras semanais de adoção serão mantidas aos domingos das 14h às 20h.


O grande homenageado do ano será Loukanikos, o cão rebelde, mascote dos movimentos de protesto na Grécia. Nohall de entrada da arena, visitantes poderão conferir algumas fotos deste cachorro que está ativo na rua do parlamento grego, lutando junto ao povo. Ele ficou famoso ao protagonizar algumas cenas que já estão entr e as mais vistas da internet. Esta parte do projeto foi realizada com apoio do blog http://rebeldog.tumblr.com/.

O práCachorro também vai oferecer ao público uma agenda de palestras e debates sobre guarda responsável, socialização de cães adotados, socialização de cães com gatos, além de workshops sobre adestramento básico, banho em gato e como ser líder da sua matilha. A programação completa com datas e horários estará disponível a partir do dia 01 de julho.


Em parceria com o Instituto Nina Rosa, que desde 2000 promove conhecimento sobre a defesa animal, a Matilha Cultural irá exibir vídeos desenvolvidos pelo instituto que abordam temas ligados a defesa animal, adoção e outros. Haverá também cursos certificados como “Floral para animais”, “Primeiros socorros domésticos”, “Comportamento dos gatos” e “Controle Animal”.


Outra novidade serão os serviços disponíveis aos donos de animais. A Matilha Cultural vai oferecer gravação de placa de identificação e realização de testes de DNA, que permite conhecer as origens do seu animal permitindo uma avaliação veterinária mais detalhada, especialmente no caso de vira-latas.

Atividades como desfiles de roupas e acessórios para cães, cãominhada na cidade, stencil em camisetas e desfiles de cães para adoção também estão previstas para o mês dos cachorros na Matilha”.

Serviço:
Endereço: Rua Rego Freitas, 542 – centro
Fone: 3256-2636

0 comentários:

Faça parte do Jornal Defesa dos Animais

Ajude-nos a melhorar ainda mais preenchendo este formulário

Entrevistas

Os animais são inocentes

Frases do dia

Ocioso

Conheça nossa página de vídeos

Resumo da Declaração Universal dos Direitos dos Animais

A Declaração Universal dos Direitos dos Animais da ONU

01 - Todos os animais têm o mesmo direito à vida.

02 - Todos os animais têm direito ao respeito e à proteção do homem.

03 - Nenhum animal deve ser maltratado.

04 - Todos os animais selvagens têm o direito de viver livres no seu habitat.

05 - O animal que o homem escolher para companheiro não deve ser nunca ser abandonado.

06 - Nenhum animal deve ser usado em experiências que lhe causem dor.

07 - Todo ato que põe em risco a vida de um animal é um crime contra a vida.

08 - A poluição e a destruição do meio ambiente são considerados crimes contra o animais.

09 - Os diretos dos animais devem ser defendidos por lei.

10 - O homem deve ser educado desde a infância para observar, respeitar e compreender